Dia da Mulher 8 de março de 2019

No ano de 1975, as Nações Unidas, proclamaram o dia 08 de março, como o Dia Internacional da Mulher, por forma a reconhecer a importância e contributo da mulher na sociedade.

Durante séculos, o papel da mulher, incidiu, exclusivamente na sua função de mãe, esposa e dona de casa. Ao homem estava destinado um trabalho remunerado fora do núcleo familiar.

A Igualdade entre mulheres e homens é um problema, de direitos humanos e uma condição de justiça social, sendo igualmente um requisito necessário e fundamental para a igualdade, o desenvolvimento e a paz. A Igualdade de Género exige que, numa sociedade, homens e mulheres gozem das mesmas oportunidades, em todas as áreas. Devem todas (os) beneficiar das mesmas condições, como por exemplo:

  •   no acesso à educação;
  •  nas oportunidades no trabalho e na carreira profissional;
  •  no acesso à saúde;
  •  no acesso ao poder e influência social.

Tendo em conta as desigualdades, que persistem, a promoção da igualdade passa, um pouco por todo o mundo, pelo empoderamento das mulheres. Empoderamento, este, que tem como objetivo, o equilíbrio de poder entre homens e mulheres, ao criar as condições para que a mulher seja autónoma nas suas decisões e na forma de gerir a sua vida.

Senão vejamos, alguns fatores desta desigualdade social:

  •  As mulheres têm uma esperança de média de vida mais elevada que os homens, o que torna o apoio social muitas vezes insuficiente, dado que as mulheres estão sempre sobrecarregadas com o apoio a terceiros.
  •  Os cuidados de crianças, doentes e pessoas idosas, recaem predominantemente sobre as mulheres. – As mulheres são as grandes vítimas da exploração sexual.
  •  O desemprego afeta mais mulheres que homens.
  •  Por estarem mais sobrecarregadas, com a multiplicidade de tarefas domésticas e trabalho, as mulheres sofrem com a indisponibilidade de tempo para cuidar delas próprias.
  •  As políticas e serviços de saúde ainda não estão adaptados às necessidades de um género com “menos” tempo.
  •  De acordo com a Organização Mundial de Saúde, as mulheres manifestam maiores níveis de ansiedade e de depressão. Situações muitas vezes despoletadas pela pressão da vida quotidiana e não tanto com fatores biológicos.
  •  A violência doméstica, agora tão falada no nosso país, afeta sobretudo as mulheres. Estas muitas vezes por vergonha, medo, acomodam-se, pois para elas, denunciar é difícil, é expor a sua vida a um estranho…
  •  As mulheres contribuem para a economia através de trabalho remunerado, mas também através de trabalho não remunerado.
  •  Os salários para as mesmas funções são mais elevados para homens do que para mulheres.

Segundo, informação do MTSSS/GEP, publicada pelo INE, em 2017, os homens ganharam, em média, 1237 euros mensais e as mulheres 1011 euros mensais. Isso significa que as mulheres ganharam, em média, menos 226 euros ou 18% do que os homens.

Tudo isto para dizer que o dia Internacional da Mulher é celebrado á mais de um século. Mudanças houveram, existindo agora mais igualdade, muito embora não a suficiente, pois há ainda, um longo caminho a percorrer.

É por isso, ocasião para evidenciar esse contraste, do muito que se andou, e o muito que se tem para andar. Assim para todas as mulheres conhecidas que lutaram, muito, pela causa da igualdade e por todas aquelas mulheres que no seu dia-a-dia, com mais ou menos dificuldade, o fazem, o meu bem-haja!

A coordenadora das Mulheres Sociais Democratas de Matosinhos,

(Isabel Vieira)

0 Comments

Leave a reply

©2019 PSD Matosinhos

Política de Privacidade - Avisos Legais

Web Designer - Mario Rocha

CONTACTE-NOS

Envie um pedido de contacto, e será respondido logo que possivel. Obrigado

Sending

Log in with your credentials

Forgot your details?